Um espaço para compartilhar ideias, momentos, informações, carinhos e emoções!!


sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

BC Devaneios e desvarios: Mãos do futuro.





KKKK estou rindo porque vivenciei a mesma situação nesta semana com meu neto. Elogiei o “caramujo” que ele tinha desenhado e era uma borboleta voando. Alguém já disse que não devemos tentar adivinhar o que significam os desenhos dos pequenos, pois a imaginação deles é muito maior do que a nossa compreensão. Melhor tentar descobrir por outros meios kkk

Vamos ver o que consigo construir com 140 caracteres baseado na imagem para depois verificar as demais participações clicando AQUI.

Nasce um pintor, desenhista, arquiteto ou um biólogo? O fato é que estas pequenas mãos crescerão trazendo com elas um pouco do nosso futuro. 


quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

BC Sementes diárias, a palavra é: outro.



Bem, bem, as férias estão acabando e, aos poucos, vou retomando meus bons hábitos (de onde se depreende que estive praticando os maus kkk). Um deles é, com certeza, participar deste encontro semanal com a Chica e seus seguidores.
A palavra proposta hoje é muito boa para refletir sobre nossas relações pessoais. O “outro” pode ser um parente, um amigo, um desconhecido, pode não ser uma pessoa, pode ser um animal e também pode ser um objeto. A minha primeira ideia foi pensar no “outro” como o meu semelhante e como já diz a palavra – semelhante a mim. Nos dias difíceis em que  vivemos as relações com o nosso semelhante estão, no mínimo, questionáveis. Julgamos atitudes, julgamos hábitos, julgamos palavras sem ao menos tentarmos nos colocar no lugar do nosso foco de julgamento. Daí minha participação:

Primeiramente, coloca-te no lugar do “outro”.

Vamos conferir as demais participações? Basta clicar AQUI.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

BC Uma imagem,140 caracteres: Nostalgia.



Ih, hoje estou nostálgica!  A cada imagem uma lembrança. Esta é internacional ( não o time dos “vermelhos”, kkk), há na letra do tango “A media luz” uma referência a um ascensorista, vejam:

...”Corrientes tres cuatro ocho
Segundo piso ascensor
No hay porteros ni vecinos
Adentro cocktail y amor”...

Bah, muito ouvi este tango tocando no rádio lá de casa. Hoje não se escuta mais rádio e não há mais ascensoristas nos elevadores, sinal dos tempos.
Mas nostalgias à parte, vamos à participação na BC.

Estará no quarto andar a minha espera? Local,hora marcados.Lentamente sobe, com ele meu coração aos pulos.Na incerteza cresce minha fobia. 

Vamos ver as demais participações clicando AQUI.

BC Sementes diárias: a palavra é - ondas.

Passadas as festas, as visitas retornaram aos seus lares, reorganizada a casa, tudo volta ao seu normal pelo menos por uns dias até seguir para curtir o mar catarinense e depois o mar gaúcho ( não abro mão do pago). 
A palavra escolhida pela Chica é apropriadíssima e impossível não lembrar:


 ...Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente viu há um segundo
Tudo passa tudo sempre passará,
A vida vem em ondas como o mar
Num indo e vindo infinito...

Linda esta música, saudade de ouvir Tim Maia.
E a minha participação vai neste sentido: 

Ondas vão, ondas vêm na vida também.

Vamos conferir as participações dos demais amigos da Chica? Clica AQUI, ó!





sábado, 29 de dezembro de 2018

De 2018 para 2019.

Acreditando que o Natal tenha renovado em nós o amor em Cristo e tenha estreitado nossas relações de afeto. Que a harmonia tenha reinado e permaneça em nossos lares.Esperando que 2018 tenha sido um ano de muitas realizações, muitas alegrias, muitos aprendizados passo aqui neste meu espaço para desejar que 2019 nos seja leve e nos permita muitas coisas boas e nos dê forças e compreensão para enfrentar as não tão boas. 
Um abraço afetuoso em todos os meus ciberamigos!

FELIZ 2019!!! TIM TIM!!



domingo, 16 de dezembro de 2018

BC Sementes diárias - a palavra é : período.



Nosso dia a dia passa por vários períodos. Atualmente estamos no período que antecede as férias escolares, significa professores e alunos descansando e recarregando as baterias para encarar um novo ano. Há os que não têm este direito, trabalham de sol a sol, todos os dias da sua vida útil e até a exaustão. Compadeço - me deles. Pouco ou nada posso fazer.
Também este é um período em que se renovam os laços familiares e de amizade e, também aqui, há os que nem família e nem amigos têm. Lamento por eles. Pouco ou nada posso fazer.
Por outro lado, o período é de festa, para os que têm seus direitos assegurados e para os que têm amigos e família para  confraternizar neste final de ano.
Como sou privilegiada e tenho ambas as situações minha participação fica assim:

Período de agradecer, louvar, bendizer a Deus!

Vamos ver as demais participações? Basta clicar AQUI.